InícioMadeiraMadeira Opinião
Madeira Opinião

E digo isto porque efetivamente a partir de agora, será mais fácil para um qualquer cidadão, decidir se avança ou não para um crédito, e se sim, perceber de forma mais assertiva entre todas as propostas bancárias que tiver, por qual deve decidir.

Sempre digo que a vida e as pessoas são o que são e o que tudo é também nada é, procurando, contudo, perceber os contextos, quer pessoais, quer colectivos, que nos movem enquanto seres conscientes com individualidade, mas também enquanto humanidade.

Resta pois, hoje, aos arquitectos portugueses, o caminho da internacionalização. A sua actividade, quando praticada seriamente e com atenção às múltiplas e complexas exigências do projecto, tornou-se inviável quando apenas direccionada para o mercado nacional.

Na prática, as Rups traduzem-se em instrumentos de projeção da Europa, pois constituem importantes pontos avançados de apoio e proporcionam o controlo de determinadas rotas e mares. Desta forma, atribui-se às Rups uma significativa importância geopolítica mundial.

Os capítulos que levaram à aprovação desta lei são de uma total falta de transparência e aumentam, claramente, o fosso da desconfiança entre o eleitor e o eleito.

A entrevista com o vice-presidente do Governo Regional Pedro Calado, que publicamos nesta edição, permite antever o que será a estratégia do Executivo nos próximos dois anos, até às eleições de 2019.

Certo é que, contra as previsões da maioria dos analistas infalíveis, estão criadas as condições para que os descongelamentos das carreiras se concretizem e se ponha fim ao longo período de estrangulamento salarial na função pública.

Ocorreram desafios e pressões, como as várias idades do gelo, que ajudaram a sua sobrevivência ao longo dos tempos, para além da ausência total de verdadeiros cataclismos. Daí podermos dizer que temos muita sorte de estarmos onde estamos.