InícioExclusivo
Exclusivo
exclusivo

Divulgação de contratos dos reforços benfiquistas em blogue, leva clube das águias a avançar com participação criminal. Na mira do Benfica estão a Liga de Clubes e a Federação Portuguesa de Futebol. Marcas personalizadas nos contratos, registados em quatro entidades, permitiram descartar a FIFA e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras como estando na origem da fuga de informação.

exclusivo

Bruno Fernandes rejeitou a proposta da SAD do Sporting que passava por um aumento de 10% do salário anual do médio ofensivo dos 'verde e brancos' e que elevaria os montantes auferidos para cerca de 3 milhões de euros brutos por ano, revelou ao Jornal Económico fonte próxima ao processo.

exclusivo

Tribunal determina suspensão imediata das assembleias gerais de 17 de junho e 21 de julho marcadas pela designada Comissão Transitória (CT) da MAG do Sporting CP, tendo considerado nula a criação deste órgão. Bruno de Carvalho, restantes membros da direção e da CTMAG incorrem no crime de desobediência qualificada se não acatarem decisão e arriscam dois anos de prisão.

exclusivo

Tito Arantes Fontes, presidente do conhecido grupo de adeptos ‘leoninos’, pediu “várias vezes nos últimos 15 dias” ao presidente do clube para se demitir. Mas Bruno de Carvalho afastou sempre essa possibilidade, recusando responsabilidades na crise no Sporting CP.

exclusivo

'Leões' estão a negociar com o Real Madrid a rescisão por mútuo acordo do contrato que liga o jogador ao clube merengue. As negociações foram desencadeadas após o presidente do clube leonino ter dado ‘luz verde’ à continuação de Fábio Coentrão. Salário anual de jogador entre 1 milhão e 1,5 milhões.

exclusivo

Episódio foi relatado ao "Jornal Económico" por fonte oficial do Sporting nesta sexta-feira, após ter sido questionada ontem sobre a realização de uma reunião a 6 de abril, um dia depois da derrota da equipa em Madrid, e onde, face às críticas e pressões das claques, terá dado carta branca para “pressionarem” os jogadores e o treinador.

exclusivo

Prémio Nobel da Economia em 2014, Jean Tirole esteve em Lisboa a promover o novo livro “Economia do Bem Comum”, lançado pela editora Guerra e Paz. Em entrevista ao JE, Tirole alerta que os países devem estar atentos à dívida pública e privada e defende que o próximo passo para a Europa deve ser uma garantia de depósitos comuns.

exclusivo

Prémio Nobel da Economia em 2014, Jean Tirole esteve em Lisboa a promover o novo livro “Economia do Bem Comum”, lançado pela editora Guerra e Paz. Em entrevista ao JE, Tirole alerta que os países devem estar atentos à dívida pública e privada e defende que o próximo passo para a Europa deve ser uma garantia de depósitos comuns.

PUB
PUB
PUB