InícioEmpresasBanca e Seguros
Banca e Seguros

Pablo Forero e Fernando Ulrich apresentaram juntos os números do primeiro trimestre. O novo CEO diz que o BPI não vai sair totalmente de Angola, que vai manter o banco cotado e ainda não estudou qualquer mudança de marca.

O banco espanhol teve um lucro de 124,4 milhões de euros no primeiro trimestre de 2017, um aumento de 18,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Este ano são 50, e nos próximos anos serão contratadas 100 pessoas por ano. Essas contratações que irão ser feitas ao longo do período do Plano (ao todo 350) já estão contempladas no número de redução de pessoal até 2020 de 2.200 pessoas.

"Em termos operacionais, o resultado negativo ficou a dever-se não só à alteração do modelo de negócio, que penalizou as receitas, mas também a uma estrutura de custos desequilibrada. Esta resultou do legado estratégico do passado", diz o novo presidente do ex-BESI no relatório e contas de 2016.

O impacto da venda de 2% do BFA nos capitais próprios consolidados foi negativo em 30,2 milhões de euros. Mas o impacto no resultado líquido consolidado foi negativo em 212,3 milhões, porque acresce a transferência de 182,1 milhões de reservas cambiais negativas para resultados do exercício.

Instituições de crédito terão de disponibilizar aos clientes um novo documento, com o máximo de três páginas, de informação antes da contratação destes depósitos.

Durante a Assembleia Geral do BPI, Pablo Forero confessou que a entidade bancária não podia ter sido mais bem gerida e "está em muito boa posição para aproveitar a recuperação económica do país”.

O banqueiro disse ainda "que não há ganhos para o banco" no acordo fechado com o Estado relativamente aos contratos de swaps das empresas públicas.

/